quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Inquietude


Estou muito confusa. Não sei o que sinto. Não sei o que quero. Não sei também o que esperar do amanhã. Os dias passam e essa angústia não me abandona. Eu sei... Quem acha que me conhece vai dizer: “daqui a uma semana você não vai sentir nada, nem vai lembrar desse estado...”. Mas não consigo pensar na semana que vem. Só quero saber do que sinto agora. Mas o que eu sinto? Por que essa sensibilidade tão à flor da pele? Será saudade? Vazio? Ou apenas aflição com o meu presente?
Meu final de semana foi inesquecível! Porém, deixou muitas dúvidas. A principal delas é se estou no caminho certo (cidade, profissão, atitudes, sonhos...). Parada na Praia de Copacabana, diante daquela natureza tão linda, questionei se estou sendo correta com meus castelos.
Sempre achei que Salvador fosse minha casa, minha extensão. Após quatro anos morando em outra cidade, perdida em idéias, desejava compartilhar todos os meus momentos. Ansiava desesperadamente ser ouvida e paparicada na minha terra. Queria movimento, barulho, aconchego. O que tenho há quatro anos, não me atrai. Não me sinto tão seduzida. E meus amigos já dizem que estou sumida....
Quero ficar no meu canto, viajando com meus livros e revistas, divagando, ouvindo meus pensamentos, identificando-me com outros blogs... Mas me sinto sufocada. Presa. Sei que a cidade em si não tem culpa de nada. Contudo, ela é a figura que representa, no momento, minha agonia.
Responsabilidade, sensatez e cautela me reprimem. Quero vagar. Quero perder-me para me achar... Só que a menina certinha não pode jogar tudo para o alto. As contas vão aparecer no final do mês, as cobranças também.

P.S: Antes de escrever as palavras acima, estava melancólica e abatida. Quando terminei, fiquei tão aliviada.
Este blog está funcionando com terapia. E o melhor: sem gastar nada.

4 comentários:

Julie disse...

Si querida...achei a foto muito linda... e eu acho que estou assim bem como voce...Queria poder parar omundo por alguns segundos para eu poder refletir se é isso mesmo que eu quero.... estou tão cansadinha...precisava de umas férias bem aproveitadas para pensar um pouco na minha vida...a correria do dia a dia e faz pensar nas questoes de forma bem superficial. Queria ficar quietinha por alguns segundos deitada na grama e olhando para o céu buscando por respostas. NÃO POSSO!!! infelizmente não posso.... Preciso me permitir isso em algum momento.Analisar os rumos que a vida está tomando... Há sempre a possibilidade de mudar e fazer tudo diferente.

Maria disse...

hehe, descobriu o caminho das pedras douradas...no terapia, isso aqui já é uma.
Só vc pode resolver...ficar ou partir.

Samy disse...

É você na foto?
Depois de uma "terapia" as coisas tendem a ficar mais claras pois algumas vezes a emoção fica no "papel" e nos resta a razão, ela é uma grande aliada para nos fazer tomar decisões.
Beijo!

"Belezas e Encrencas" por um Assessor de Imprensa disse...

Muito bom o seu blog!
Também uso o meu como terapia. Ele tem o poder de me confortar e ouvir o que geralmente não queremos 'incomodar' os parceiros.
Muito obrigado pelo coments lá no meu. Sempre tem novidades, passe lá!

Renan.