terça-feira, 16 de outubro de 2007

Lua adversa

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...

Cecília Meireles

5 comentários:

Julie disse...

AMEIIIIIIIIII esse texto da Cecilia Meirelles Si.... muito a sua cara...voce esta passando por uma fase de mudança e isso é bom amiga... a gente cresce e mudar faz parte desse processo....PEDRO VASQUEZ era mesmo um professor maravilhoso.... se cuida...beijossss

camiles disse...

eu amo esse poema!
até pq eu tenho fases como a lua tb!
perfeito esse poema!
beijon

Julie disse...

Nem em fala Si...desisti dessa tal de VIVO...humilhação demais para uma pessoa só suportar...

beijos...

Carlos Roberto disse...

Eu ainda te passo...
Beijos!

Anônimo disse...

Muito bom!!!!